Bando faz arrastão em hotel em Pinheiros e leva R$ 6,8 mil

O Hotel Quality Faria Lima, na zona oeste de São Paulo, foi, na madrugada de ontem, o mais recente alvo da onda de arrastões que atinge, além de condomínios residenciais, estabelecimentos comerciais da capital. Os bandidos fizeram reféns os funcionários e seguranças e levaram computadores, rádios e dinheiro. Até as 20h de ontem, ninguém havia sido preso pela polícia.

WILLIAM CARDOSO, O Estado de S.Paulo

03 de junho de 2012 | 03h05

O assalto aconteceu por volta das 3h, na Rua Diogo Moreira, em Pinheiros. Segundo as testemunhas, os ladrões agiram apenas na área do lobby -na recepção, em uma cafeteria e no estacionamento do hotel.

Os hóspedes não foram perturbados pelo bando, que procurava pelo cofre. Os criminosos levaram R$ 6.885, quatro rádios portáteis, cem folhas de cheque, um capacete, uma furadeira, sete computadores, quatro notebooks, dois aparelhos de DVD e 133 chaves de apartamentos.

As testemunhas não souberam informar à polícia quantos ladrões participaram do arrastão - mas seriam pelo menos cinco. Os funcionários do hotel disseram que os bandidos fugiram em uma caminhonete Chevrolet S10, mas não conseguiram dar mais características do veículo.

O caso foi registrado no plantão do 14.º Distrito Policial (Pinheiros), mas será investigado com o assessoramento da Divisão de Crimes contra o Patrimônio do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). Até a noite de ontem, ainda não havia pistas que levassem até os suspeitos.

Ataques. Na última semana, clientes do restaurante Carlota e da Pizzaria Bráz, ambos localizados na Rua Sergipe, em Higienópolis, na região central, também foram vítimas de arrastões.

Nas duas ocasiões, os ladrões renderam manobristas, anunciaram o assalto e roubaram os clientes. A polícia tem pistas que apontam para um grupo formado por dois maiores e quatro menores de idade. Câmeras registraram o último assalto.

Um dos suspeitos pode ter participado de um outro assalto ocorrido em fevereiro, em Pinheiros. Desde o início do ano, foram pelo menos 12 arrastões a bares e restaurantes na capital.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.