Fabio Motta/AE
Fabio Motta/AE

Bando faz arrastão em albergue no Rio

Cinco homens armados invadiram o hostel Arco-Verde e roubaram 25 turistas, que tiveram laptops, celulares, dinheiro e roupas levados

FELIPE WERNECK / RIO, O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2011 | 03h01

Cinco homens armados com pistolas e revólveres invadiram o albergue Arco-Verde, na Ladeira do Leme, que cruza o Morro São João, entre os bairros de Botafogo e Copacabana, na zona sul do Rio, e assaltaram as cerca de 25 pessoas que estavam hospedadas lá. Alguns relataram que houve violência, dizendo que foram amarrados no banheiro e que sofreram tapas no rosto e coronhadas na cabeça.

O crime aconteceu por volta das 6h30, quando muitos hóspedes estavam dormindo. A maioria era formada por brasileiros, mas havia turistas da Espanha, de Israel e um grupo de franceses, que decidiu deixar o País. Os assaltantes renderam funcionários e fizeram um arrastão nos quartos depois de prender hóspedes no banheiro - eles tiveram mãos e pés amarrados com fitas e fios improvisados. Os ladrões levaram laptops, celulares, documentos, roupas e dinheiro. Alguns turistas ainda perderam ingressos para shows do Rock in Rio, roubados na ação.

Ladeira dos Tabajaras. Uma mulher que se identificou como dona do Arco-Verde impediu a entrada de jornalistas e não quis dar entrevista. "Não tenho condições de falar agora", disse ela, pela manhã. De acordo com o funcionário da recepção Leopoldo Ataíde, de 68 anos, os assaltantes entraram pulando um muro nos fundos da casa, onde há uma trilha que leva à favela da Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana. O hotel não tinha vigia nem câmeras, mas um policial informou que vai analisar imagens de câmeras de um prédio próximo. A ação durou meia hora e o bando usou dois carros na fuga.

Com a fachada malconservada, o albergue fica em local de pouco movimento, perto de uma área militar. A diária custa R$ 80. Os hóspedes foram levados para a Delegacia de Atendimento a Turistas (Deat), onde não havia delegado de plantão até o meio-dia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.