Polícia Civil
Polícia Civil

Bando armado com fuzis explode agência bancária de Tietê

Para manter a polícia afastada, os criminosos fizeram disparos contra prédios da região, atingindo outra agência bancária e uma casa lotérica

José Maria Tomazela  , O Estado de S.Paulo

03 Setembro 2018 | 15h50

 SOROCABA - Uma quadrilha armada com fuzis invadiu uma agência do banco Itaú e explodiu o cofre central, na madrugada desta segunda-feira, 3, em Tietê, interior de São Paulo. Para manter a polícia afastada, os criminosos fizeram disparos contra prédios da região, atingindo outra agência bancária e uma casa lotérica. Na fuga, eles lançaram pregos retorcidos na rua para evitar eventual perseguição. O ataque aconteceu na Praça Dr. Elias Garcia, a principal da cidade, e assustou os moradores.

De acordo com a Polícia Militar, as explosões aconteceram por volta das 3 horas, quando ao menos dez homens ocuparam as imediações da agência. Enquanto um grupo agia no interior do prédio, outro ficava do lado de fora, fazendo os disparos. Depois do assalto, os criminosos fugiram em três carros, tomando direções diferentes. Dentro da agência, os policiais encontraram explosivos intactos, deixados pelos criminosos. Uma equipe do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi acionada para retirar as bombas.

A quantia roubada pela quadrilha não foi divulgada. O prédio da agência ficou seriamente danificado pelas explosões e foi fechado para o público. Esse foi o quarto ataque a bancos em cidades da região desde o dia 24 de julho, quando assaltantes explodiram uma agência do Banco do Brasil em Laranjal Paulista. Nos dias 9 e 20 de agosto, agências do mesmo banco foram atacadas em Conchas e Pereiras, respectivamente. Conforme a Secretaria da Segurança Pública, o número de roubos a banco este ano é menor que no ano passado. Foram 37 ações de janeiro a julho, contra 63 no mesmo período de 2017.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.