Bandidos queimam carro na sede do governo de SC

Com um veículo incendiado às 5h47 de ontem no estacionamento do Centro Administrativo do Governo do Estado, subiu para 91 o número de atentados praticados nos últimos 13 dias em 28 cidades de Santa Catarina. A ação, no "quintal" do local de trabalho do governador Raimundo Colombo, soou como provocação da facção criminosa Primeiro Grupo Catarinense (PGC), liderada por presos.

O Estado de S.Paulo

12 de fevereiro de 2013 | 02h03

Também em Florianópolis, às 6h20h, dois adolescentes armados com facão renderam motorista e cobrador de um ônibus da empresa Estrela, obrigando-os a sair. Em seguida, atearam fogo ao coletivo. A empresa suspendeu o serviço até hoje. As chamas atingiram a rede de energia e o fornecimento de luz foi interrompido por duas horas. Pelo menos 35 ônibus já foram incendiados.No mesmo bairro Abraão, às 11h42 de domingo, dois homens atiraram um rojão na Base Operacional da Polícia Militar. A PM conseguiu prender um suspeito de 24 anos.

Outras regiões também tiveram ataques. Às 6h05, em Palhoça, um homem ateou fogo a uma sala da 24.ª Vara do Cartório Eleitoral. Em Criciúma, às 21h20 de domingo, uma viatura da PM foi alvo de pedradas e tiro. Em São Miguel do Oeste, perto da fronteira argentinana, um ônibus escolar foi incendiado. / JULIO CASTRO, ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.