Bandidos em fuga atingem 13 veículos na Marginal do Tietê

Quadrilha rendeu caminhoneiro e roubou o veículo; baleado, um dos bandidos foi preso

Ricardo Valota e Priscila Trindade, do estadão.com.br,

24 de janeiro de 2012 | 02h45

SÃO PAULO - Dois ladrões atingiram 13 veículos, por volta das 20h30 de segunda-feira, 23, no momento em que fugiam de policiais militares do 13º Batalhão na pista sentido Ayrton da Marginal do Tietê próximo à Ponte das Bandeiras, no Bom Retiro, região centro-norte da capital paulista.

 

O motorista de um caminhão foi rendido pela quadrilha próximo à Marginal do Pinheiros e colocado em um veículo de passeio. Uma testemunha ligou para o 190. Minutos depois, já na Marginal do Tietê, os PMs avistaram o veículo roubado e começaram a persegui-lo.

 

Ao ver o trânsito parado, o criminoso que estava ao volante resolveu abrir caminho batendo contra os carros que estavam à frente. Vários tiros foram disparados contra o caminhão. Num determinado ponto, os dois bandidos, sem ter como continuar a fuga, abandonaram o veículo e correram.

 

Um deles, identificado como Aristóteles Pereira Dias, de 33 anos, atirou contra os policiais e foi atingido no calcanhar e nas costas. Mesmo assim, tentou fugir pelo jardim, entre a mureta da Marginal e o leito do rio, mas acabou detido e levado para o pronto-socorro do Mandaqui.

 

A arma teria sido jogada na água. O outro assaltante conseguiu fugir a pé. O refém que estavam no veículo de passeio da quadrilha foi liberado pelos demais assaltantes, que continuam foragidos, próximo ao Aeroporto de Congonhas, na zona sul da cidade.

 

A vítima teria vindo de Curitiba para pegar o caminhão e voltava com ele para a capital paranaense quando foi rendida pela quadrilha, que estaria em três carros. Feridos, dois dos ocupantes dos veículos atingidos pelo caminhão foram atendidos no pronto-socorro dos hospitais São Camilo e Santana.

 

O acidente causou bloqueio parcial da Marginal do Tietê e cerca de quatro quilômetros de congestionamento, entre a ponte sobre o rio Tamanduateí e a Ponte Júlio de Mesquita Neto. O caso foi registrado no 77º Distrito Policial, de Santa Cecília.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.