Bandidos atacam quartel da Rota

Agressão ocorreu menos de 24 horas depois do atentado sofrido por tenente-coronel

Solange Spigliatti, do estadão.com.br,

01 de agosto de 2010 | 15h18

SÃO PAULO - Pelo menos dois suspeitos atacaram a tiros na madrugada deste domingo, 1, o quartel da Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota), no bairro da Luz, região central de São Paulo.

 

Veja também:

Carros são incendiados durante a madrugada na zona leste

Batalhões dos Bombeiros estão em alerta em SP

Suspeito de atirar contra Rota já tinha passagens pela polícia

Tenente-coronel da Rota sofre atentado

Goldman vê 'possibilidade zero' de nova série de ataques do PCC

 

O ataque ao prédio ocorreu menos de 24 horas depois do atentado sofrido pelo tenente-coronel da Rota, Paulo Telhada, na zona norte da capital.

 

Segundo a polícia Militar, os bandidos estavam em um veículo e passaram em frente ao quartel, na região da Avenida Tiradentes, por volta das 3h15.

 

Houve tiroteio e um dos suspeitos, identificado como Frank Ligieri Sons, balconista, 33 anos, foi baleado e socorrido ao pronto-socorro de Santana, onde faleceu, segundo a PM. Outro suspeito, que não foi identificado, fugiu. O caso foi registrado no 2ºDP.

 

Investigações. A Polícia Militar divulgou no começo da tarde uma nota sobre os ataques ao comandante da ROTA e ao prédio do batalhão de elite.

 

De acordo com a PM, as instituições e os órgãos de segurança continuam as investigações para identificar os autores dos disparos efetuados contra a residência do Comandante da ROTA, bem com o ataque contra a Unidade Policial.

 

Abaixo a íntegra da nota:

 

"A Polícia Militar esclarece que de forma conjunta as demais Instituições e órgãos de segurança pública prosseguem com as investigações para o completo esclarecimento dos disparos efetuados (sem vítimas) contra a residência do Comandante da ROTA, bem com a ocorrência no quarteirão desta centenária Unidade Policial.

 

As investigações a respeito dos crimes ocorridos neste final de semana estão em andamento para a prisão dos responsáveis e todos os esforços estão direcionados para que sejam localizados e punidos com rigor na forma da Lei.

 

Por fim, esclarecemos que, na semana passada, o governo do Estado divulgou a redução dos números da criminalidade em todo o Estado.

 

A Polícia Militar reafirma que por meio do policiamento ostensivo e preventivo de forma ininterrupta trabalhamos para reduzirmos ainda mais os índices divulgados, agindo com pronta resposta, visando garantir a segurança do cidadão."

 

Atualizado às 18h41

Tudo o que sabemos sobre:
AtaquequartelRotaSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.