Bandido morre após grupo assaltar mercado e fugir com refém em Moema

No confronto com PMs, no Brooklin, um dos assaltantes morreu e três foram presos; vítima saiu ilesa

Ricardo Valota, do estadão.com,br,

16 Julho 2012 | 02h51

SÃO PAULO - Um assaltante morreu e outros três foram presos, por volta das 22 horas de domingo, 15, em um confronto com policiais militares após assaltarem um supermercado em Moema, na zona sul da capital, e levarem um dos funcionários refém.

 

Ocupando um Chevrolet Celta, segundo a PM sem queixa de roubo ou furto, o quarteto chegou ao estabelecimento, localizado na Avenida Santo Amaro, próximo à Avenida Rouxinol, e anunciou o assalto. Após roubarem o dinheiro dos caixas, os criminosos, armados com um revólver calibre 38, obrigaram um dos funcionários a entrar no mesmo carro e fugiram.

 

Policiais de uma viatura de Força Tática do 12º Batalhão, cientes do assalto, localizaram o Celta, tendo início a perseguição, que só terminou na altura do nº 650 da Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, próximo à Rua Quintana, no Brooklin, bairro vizinho, onde, segundo a PM, um dos bandidos, P.H.T.S., de 25 anos, desceu do veículo e atirou contra a viatura. No revide, o assaltante foi baleado e morreu no pronto-socorro municipal do Jabaquara, para onde foi levado pelos mesmos policiais.

 

Os outros três bandidos, J.L. 24, D.S., 27, e A.A.E., 28, foram detidos sem ferimentos. O funcionário do supermercado, que era mantido refém, também ficou ileso. Os dados da ocorrência foram informados ao delegado plantonista do 27º Distrito Policial, do Campo Belo, mas a resistência seguida de morte será investigada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.