Bandido morre após grupo assaltar loja nos Jardins e ser perseguido pela PM

Outras duas supostas resistências terminaram com dois mortos, na capital e no ABC

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

20 Julho 2012 | 03h52

Atualizado às 5h55

 

 

SÃO PAULO - Um bandido morreu e outros quatro conseguiram fugir, por volta das 18h15 desta quinta-feira, 19, após o grupo assaltar uma loja de artigos infantis, localizada na Rua Peixoto Gomide, nos Jardins, região da Avenida Paulista, e ser perseguido por policiais militares do 7º Batalhão.

 

Dona e funcionários da loja foram rendidos pela quadrilha, que chegou ao local em um Gol vermelho e, após recolher 149 peças, fugiu no mesmo veículo. A proprietária do estabelecimento, com a placa do veículo anotada, ligou para o 190, acionado a Polícia Militar, que cruzou com o carro na Rua Frei Caneca, ainda na mesma região.

 

Durante a fuga, os criminosos bateram o Gol na praça localizada atrás do MASP. "Um deles, armado, após bater o carro, tentou atirar contra os policiais.", relatou o tenente PM Renato Adachi. Baleado no peito, Ranaldo Lima Alves, de 20 anos, morreu mesmo encaminhado para o pronto-socorro da Santa Casa.

 

Os outros assaltantes fugiram a pé. Um revólver calibre 38 foi apreendido pela PM com o rapaz armado. Toda a mercadoria roubada teria sido recuperada. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) pelo delegado Renato Topan.

 

ABC. Ocupando um Polo prata roubado, placas DRO 9488, de São Bernardo do Campo, um suspeito, ainda não identificado, teria atirado contra policiais militares da Força Tática, por volta das 19 horas de quinta-feira, 19, após ser perseguido e parado na Rua Beira-Rio, no Parque São Bernardo do Campo. Mesmo encaminhado para o pronto-socorro central municipal, o suspeito não resistiu e morreu. No boletim registrado no 1º Distrito Policial de São Bernardo, pelo delegado Rodrigo Augusto Davi, não consta a arma que o ocupante do Polo portava no momento do suposto confronto com a PM.

 

Anhanguera. Por volta das 19h45, dois homens foram abordados por policiais rodoviários na pista sentido capital da Rodovia Anhanguera, no quilômetro 23,4, região de Perus, na zona norte de São Paulo. Segundo boletim de ocorrência registrado no 33º Distrito Policial, de Pirituba, um dos suspeitos portava uma arma de brinquedo e teria realizado movimento que levou os policiais militares a pensar que ele fosse atirar. O suspeito foi baleado e morreu. O corpo foi preservado pelos policiais da viatura R-04121 até a chegada da perícia. O segundo suspeito abordado, identificado como Uelinton Rubens da Costa, foi detido no local e levado para a delegacia.

Mais conteúdo sobre:
Confronto DHPP resistência tiroteio Jardins

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.