Bandido é morto pela Rota após grupo sequestrar motorista para assaltar posto

Quadrilha rendeu a vítima em Carapicuíba; tiroteio ocorreu em um posto Shell na Marginal do Tietê

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

05 de janeiro de 2012 | 04h43

SÃO PAULO - Um bandido foi baleado e morto, durante troca de tiros com policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota), às 22 horas de quarta-feira, 4, após ele e três comparsas sequestrarem uma pessoa e tentarem assaltar um posto de gasolina Shell localizado na pista local da Marginal do Tietê, sentido Ayrton, próximo ao acesso à Rodovia Anhanguera, na zona oeste da capital.

 

O quarteto abordou um mestre de obra, em Carapicuíba, na Grande São Paulo, e seguiu, no Fiat Doblò da vítima - que estacionava o carro em frente à casa da patroa quando foi rendido - para o posto de combustível. A intenção era manter a vítima refém durante o assalto ao estabelecimento e a loja de conveniência nele existente, para que a polícia não fosse acionada.

 

Um agente da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) testemunhou a ação da quadrilha no posto e ligou para a PM. Ao chegarem no local, os policiais teriam trocado tiros com um dos criminosos, que ainda tentou se esconder atrás da caixa de força do posto. O bandido, segundo a PM, não portava documentos e não foi identificado ainda.

 

Um segundo assaltante, Adriano Ferreira Rodrigues, de 19 anos, foi rendido, o terceiro conseguiu fugir e o quarto, no carro, ao entrar em luta corporal com a vítima, que reagiu ao ver a chegada da PM, fugiu a pé. O assaltante baleado morreu no pronto-socorro da Lapa. O caso foi encaminhado ao 7º Distrito Policial, da Lapa, e será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

 

 

Texto atualizado às 5h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.