Epitacio Pessoa/AE
Epitacio Pessoa/AE

Bandeirantes fica mais lenta após 1 ano de Trecho Sul

Fluidez no trânsito com a obra do Rodoanel diminuiu cerca de 13%, mas ainda está melhor do que antes da inauguração

Renato Machado e Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

31 Março 2011 | 00h00

Um ano após a inauguração do Trecho Sul do Rodoanel, a melhora no trânsito sentida na Avenida dos Bandeirantes, na zona sul de São Paulo, já está se dissipando. Na terça-feira, a reportagem percorreu a via no horário de pico da manhã, entre 7h e 10h, e constatou que o tempo médio para percorrer os 7 quilômetros na direção da Marginal do Pinheiros foi de 41,3 minutos - 13% a mais que os 36,5 minutos medidos em abril de 2010.

 

Veja também:

linkMato invade a pista e faltam guardrails em obra de R$ 5 bi

Apesar de o trânsito ter piorado no último ano, o tráfego na Bandeirantes ainda está melhor do que antes da abertura do Trecho Sul. Na ocasião, a reportagem também mediu o tempo médio gasto no horário de pico da manhã. O resultado foi de 46 minutos em média no mesmo sentido, ou seja, 11% a mais do que o apurado nesta semana. Isso significa que, apesar de o novo trecho do Rodoanel ter melhorado a lentidão, o aumento da frota e do número de carros que circulam ali estão dissipando o efeito positivo.

As medições foram feitas no mesmo horário e dia da semana, em condições similares. Segundo especialistas ouvidos pelo Estado, a explicação é a demanda reprimida: como o trânsito melhorou com a saída dos caminhões - o tráfego de veículos pesados foi proibido em setembro de 2010 -, mais pessoas deixaram de cortar caminho pelos bairros e passaram a trafegar pela avenida. Só entre março e agosto do ano passado, o número de carros que passavam ali subiu de 19,4 mil para 22,5 mil por manhã, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

"É natural que o trânsito volte a piorar na Bandeirantes, mas as ruas e avenidas do entorno ficam mais livres, em bairros como Saúde, Moema e Brooklin", afirma o professor da Poli-USP e especialista em transportes Jaime Waisman. Ele mesmo passou a usar a Bandeirantes após a inauguração do Trecho Sul - antes, ia para o trabalho pela Avenida Jornalista Roberto Marinho.

Não há dados que mostrem a melhora no trânsito no entorno da Bandeirantes, mas um levantamento feito pelo Estado com base nos boletins da CET mostra que, de modo geral, a lentidão do trânsito na capital paulista caiu 22% nos horários de pico desde março de 2010.

Fretados. Além de mais carros, é possível ver também vários ônibus fretados no sentido da Marginal do Pinheiros pelas manhãs. Muitos param fora dos locais reservados pela Prefeitura - um exemplo é sob o viaduto da Avenida Washington Luís.

Já os motoristas que seguem no sentido Rodovia dos Imigrantes trafegam sem grandes problemas. Os tempos medidos pela reportagem apontaram média de oito minutos gastos no percurso, exatamente o mesmo tempo registrado antes e logo depois da inauguração do Trecho Sul do Rodoanel.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.