'Bandeira policial' elege chapa na UnB

Com a bandeira de mais segurança no câmpus e a defesa de Parcerias Público-Privadas (PPPs) na pesquisa acadêmica, a chapa Aliança Pela Liberdade venceu a eleição do Diretório Central de Estudantes (DCE) da Universidade de Brasília (UnB), impondo uma derrota histórica a grupos de esquerda que se revezavam no poder. O resultado foi anunciado na quinta-feira.

BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

30 Outubro 2011 | 03h04

A Aliança foi eleita com 1.280 votos, de um total de 5.782 (22,13%), e acabou beneficiada pela pulverização das chapas esquerdistas vinculadas a siglas como Psol, PCB, PT, PDT e PSTU. Conquistou mais votos entre estudantes de Direito, Engenharia e Economia, o que já lhe rendeu críticas de "elitista". No entanto, há na chapa pessoas que se intitulam como dilmistas, serristas, marineiros e eleitores do Psol.

Para o estudante de Ciência Política Mateus Lôbo, de 22 anos, o resultado das urnas mostrou que "prevaleceu nem a esquerda nem a direita, mas o bom senso". Para o reitor, José Geraldo de Sousa Junior, a UnB manteve sua "vocação pluralista" ao eleger voz dissonante no DCE.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.