Bancários farão protestos contra demissões no Santander

Segundo presidente do sindicato, não se pode aceitar demissões de empresas com recorde de lucratividade

Solange Spigliatti, estadao.com.br

16 Janeiro 2009 | 08h14

O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região vai promover na manhã desta sexta-feira, 16, uma série de protestos contra as 400 demissões no Grupo Santander Brasil, anunciadas nesta quinta-feira, 15.   O Sindicato está cobrando também medidas do Governo Federal como a ratificação da Convenção 158 da Organização Internacional do Trabalho, que proíbe dispensas imotivadas em empresas lucrativas.   O protesto contra as dispensas também será veiculado em campanha de rádio, como denúncia à sociedade.   Segundo o presidente do Sindicato, Luiz Cláudio Marcolino, "não podemos aceitar demissões de empresas que bateram recordes de lucratividade nas últimas décadas. Os bancos não podem dispensar trabalhadores para garantir sua lucratividade. É uma atitude irresponsável que vai ampliar os efeitos da crise no Brasil. O governo precisa agir".

Mais conteúdo sobre:
bancários demissões Santander protesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.