Balões causam pane de meia hora na CPTM

A queda de uma série de balões de gás na rede aérea da Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foi a causa de mais uma falha nas operações. Ontem, por volta das 13 horas, os balões caíram na rede perto da Estação Cidade Universitária, na zona oeste de São Paulo. O ramal não chegou a ser paralisado, mas a circulação de trens ficou com intervalos maiores.

O Estado de S.Paulo

12 de maio de 2012 | 03h04

De acordo com as informações da própria CPTM, a rede aérea foi danificada com a queda dos balões de gás e foi preciso suspender a operação em um dos sentidos para que o material fosse retirado e os reparos, realizados. A operação durou cerca de 30 minutos, ainda segundo a companhia.

Nesse tempo, uma única via foi compartilhada pelos trens que seguiam tanto para o Grajaú, na zona sul, quanto em direção a Osasco, cidade na Região Metropolitana da capital. A companhia não acionou esquemas especiais com ônibus para auxiliar os passageiros que esperavam nas plataformas.

Linha fechada. A Linha 9-Esmeralda vai ficar fechada novamente amanhã para a continuação da instalação de equipamentos mais novos no ramal. O esquema de atendimento aos passageiros por ônibus voltará a ser acionado, segundo a CPTM.

As demais linhas da rede (com exceção da Linha 10-Turquesa) também passarão por serviços de manutenção neste fim de semana e vão funcionar com intervalos maiores entre os trens. Na segunda, haverá operação normal. /BRUNO RIBEIRO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.