Instituto Gremar/Divulgação
Instituto Gremar/Divulgação

Baleia de 7 metros é achada morta em praia do litoral paulista

Pesquisadores acreditam que a baleia morreu no mar e o corpo encalhou na praia levado pelas marés. Os animais se deslocam da Antártida em busca das águas tropicais da costa brasileira

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

23 de julho de 2019 | 22h48

SOROCABA – Uma baleia com cerca de 7 metros foi encontrada morta, nesta terça-feira, 23, na Praia de Guaratuba, em Bertioga, no litoral do Estado de São Paulo. Uma equipe do Instituto Gremar, de resgate de animais marinhos, foi acionada por moradores. Como o animal já estava em processo de decomposição, com perda parcial da cabeça, os pesquisadores acreditam que a baleia morreu no mar e o corpo encalhou na praia levado pelas marés.

A baleia, uma fêmea adulta, pode ser da espécie jubarte, mais comum nesse período na costa paulista. Os pesquisadores recolheram amostras de pele, músculos e alguns órgãos para pesquisa genética e, possivelmente, descobrir a causa da morte. O Departamento de Operações Ambientais da prefeitura de Bertioga foi acionado para fazer a destinação da carcaça, que seria enterrada.   

Conforme o instituto, entre julho e novembro é comum avistar baleias dessa espécie no litoral de São Paulo. Os animais se deslocam da Antártida em busca das águas tropicais da costa brasileira para o período de reprodução. A maior concentração acontece na Bahia. Nessa maratona, alguns espécimes acabam morrendo. No último dia 1º, uma jubarte de cinco metros foi achada morta da Ilha do Farol, em Arraial do Cabo, no litoral fluminense. 

Tudo o que sabemos sobre:
Bertioga [SP]animalbaleia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.