Baixinho da Kaiser vive no Guarujá

Um sujeito gordinho de pouco mais de 1,50 metro de altura, sorriso matreiro sob o bigode, boina na cabeça, cerveja na mão - e muitas mulheres em volta.

/ DENIZE GUEDES, O Estado de S.Paulo

17 Novembro 2011 | 03h04

Pois o baixinho que marcou os comerciais da Kaiser, apesar de fora do ar desde 2006, continua sendo reconhecido aonde quer que vá. "Quase todo dia, eu dou um autógrafo, tiro uma foto", conta José Valien, que deu vida ao personagem por mais de 20 anos. "O pessoal adora o Baixinho."

Aos 64 anos e "ainda querendo chegar a 1,60 metro", Valien mora no Guarujá, litoral sul paulista, há quatro anos. "Escolhi levar uma vida mais tranquila, caminho na praia toda manhã. Na época dos comerciais, participava de muitos eventos", diz ele, que foi morador do Tatuapé, na zona leste de São Paulo, durante décadas.

Foi por acaso que Valien - espanhol que chegou ao Brasil com a mãe na década de 1950 - virou estrela da propaganda nacional. "Eu trabalhava na parte elétrica de uma produtora de comerciais e fui fazer figuração em uma propaganda da Kaiser, em 1986", lembra. "Acharam o baixinho engraçado e emplacou, foi como ganhar na loteria."

O contrato com a Kaiser, porém, acabou em 2010. Desde então, só fez um comercial, para a cervejaria Colônia, do Paraná, em que virou o Zé da Colônia. "Seria legal se pintasse algo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.