Baixas temperaturas trazem inversão térmica a São Paulo

Fenômeno ocasiona a concentração de poluentes em uma pequena camada da atmosfera

da Redação, estadao.com.br

23 de maio de 2008 | 13h26

A cidade de São Paulo, que teve temperatura mínima de 11° na madrugada desta sexta-feira, 23, amanheceu sob uma densa camada de poluição. A concentração dos poluentes numa estreita camada da atmosfera deve-se ao fenômeno da inversão térmica, bastante comum no inverno.   Foto: Renato Luiz Ferreira/AE O céu da cidade de São Paulo por volta das 8h30 desta sexta-feira, 23

Tudo o que sabemos sobre:
inversão térmicaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.