Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Baixa umidade do ar faz São Paulo entrar em estado de alerta

Índice chegou a 20% durante a tarde de hoje; clima deve permanecer seco até domingo, segundo o CGE

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

13 de outubro de 2014 | 15h19

SÃO PAULO - O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) decretou na tarde desta segunda-feira, 13, estado de alerta em São Paulo por causa da baixa umidade do ar. Segundo o órgão, por volta das 11 horas, o índice atingiu 24% e o CGE decidiu anunciar a situação do indicador.

"O estado de alerta foi decretado às 11h10. Foi uma questão de antecipar o evento, pois a tendência era de que a umidade baixasse mais ainda", explica Hassan Barakat,engenheiro do CGE.

Por volta das 15 horas, a umidade do ar girava em torno dos 20% na capital. De acordo com Barakat, o estado de alerta é decretado quando a umidade fica entre 12% e 20%. O estado de emergência ocorre quando o nível fica abaixo dos 12%.


Na manhã de hoje, às 10 horas, foi decretado estado de atenção - umidade entre 21% e 30%, quando o índice estava em 32%. Segundo Barakat, o tempo deve permanecer quente e seco na capital nos próximos três dias.

O engenheiro diz que a umidade do ar continuará baixa até domingo e que há previsão de chuva apenas para a próxima semana, a partir de segunda-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
Tempoumidade do arSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.