Bairros da zona sul de SP estão há quase dois dias sem água

Segundo a Sabesp, além das altas temperaturas na cidade, o blecaute que atingiu a região na terça, 8, também afetou o abastecimento

Solange Spigliatti, Central de Notícias

10 Fevereiro 2011 | 14h03

SÃO PAULO - Algumas localidades da região sul de São Paulo ainda estavam, por volta das 13 horas desta quinta-feira, 10, sem o abastecimento de água, depois de dois dias com problemas no fornecimento, segundo informações da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

 

De acordo com nota da empresa, divulgada no fim da manhã de hoje, o abastecimento na região sul apresentou melhora nesta madrugada. A empresa não divulgou quais bairros ainda estavam sem água.

 

A região foi afetada por conta de um blecaute que ocorreu na tarde de terça-feira, em consequência de falhas na Subestação Bandeirantes da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Cteep). Além do blecaute, as altas temperaturas também comprometeram o sistema de abastecimento na região sul da Grande São Paulo.

 

Em Embu-Guaçu, segundo a Sabesp, o reservatório está com nível baixo. Sua recuperação foi prejudicada por conta de uma falta de energia elétrica em um conjunto de motobombas, entre às 22 horas de ontem e 1 hora de hoje.

 

No extremo norte, o alto consumo por conta da elevada temperatura provocou baixa pressão na rede e, consequentemente, intermitência em algumas ruas de Perus, Jaraguá, Pirituba e Franco da Rocha.

 

Caminhões-pipas estão sendo disponibilizados pela Sabesp para poder abastecer regiões críticas, conforme a demanda. Balanço realizado pela Sabesp constatou que na região sul foram afetadas 46 bombas de sete estações elevatórias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.