Bagagem violada e descaso

GOL - REGRAS PARA RESSARCIMENTO

O Estado de S.Paulo

15 de maio de 2012 | 03h05

Em 22/4, numa viagem a Curitiba, meu filho teve uma das malas saqueadas e a GOL se recusa a assumir a responsabilidade. Ele só se deu conta do furto em casa, pois os objetos foram retirados e a mala foi novamente fechada, sem que a violação pudesse ser notada. Seguindo orientação da Polícia Civil, a quem nos dirigimos em Guarulhos, fizemos Boletim de Ocorrência para encaminhar à companhia. No entanto, sabemos que não vai dar em nada. Fica o sentimento de impotência diante dos trâmites burocráticos e as armadilhas para a GOL não prover o ressarcimento devido e buscar os responsáveis.

ROBERTO EKRES / SÃO PAULO

A GOL informa que, em contato com o leitor, esclareceu os procedimentos para casos de violação e/ou extravio de bagagens. Diz que orienta os clientes a conferir a bagagem no ato do desembarque e, se houver irregularidade, a fazer o Registro de Irregularidade de Bagagem. A não manifestação de irregularidades no desembarque pressupõe que a bagagem está em perfeitas condições.

O leitor reclama: Meu filho provavelmente ingressará com ação por perdas e danos contra a GOL, pois não sei se o assunto requer outro posicionamento em vista do descaso e desculpa (padrão) apresentada. É um total absurdo e descalabro indicar que os passageiros abram suas malas no aeroporto na assunção de que algo de errado possa ter acontecido. Cabe, a meu ver, responsabilidade à companhia, pois tais volumes lhe foram entregues em perfeito estado e na presunção de que seriam transportados e devolvidos com sua integridade preservada.

BROOKLIN

Falta de energia constante

Moradores do Brooklin (região da Rua Princesa Isabel) sofrem com a falta de energia há vários anos. Com o aumento da população do bairro, os problemas só pioraram e a falta de energia se tornou constante. Não pode ser aceitável que a AES Eletropaulo falte com seu compromisso de atender à população e fique o tempo todo dando desculpas para sua incompetência. A concessionária não pode continuar fazendo e desfazendo do consumidor sem punição.

RENATO FOGAÇA DE ALMEIDA

/ SÃO PAULO

A AES Eletropaulo informa que a área do leitor foi inspecionada em dezembro e faz parte de um programa de manutenção que está em andamento neste semestre.

E que, apesar da manutenção na rede, fatores como raios, queda de árvores e ventos fortes podem provocar interrupções de energia.

O leitor critica: A AES Eletropaulo inaugurou uma nova modalidade de distribuição de energia: o fornecimento em "meia fase". Ou seja, a energia chega às casas, mas é suficiente apenas para que as lâmpadas sejam acesas. Nada que consuma mais energia funciona. Micro-ondas, ferro, secadora, chuveiro, elevador, por exemplo, não funcionam.

COMGÁS

Valas foram remendadas

Gostaria de relatar danos feitos pela Comgás na Rua Vergueiro, recentemente recapeada. Nas últimas semanas, a Comgás abriu várias valas, no trecho entre as Avenidas Lins de Vasconcelos e Noé de Azevedo, mas, ao contrário da determinação de refazer todo o pavimento, apenas remendou o local das valas. Remendos estes que logo se transformarão em buracos.

RICARDO RAYES

/ SÃO PAULO

A Comgás informa que já providenciou as recomposições do asfalto no endereço da R. Vergueiro, na altura do nº 2.900 e do nº 3.200.

O leitor relata: O problema não foi solucionado. O correto seria refazer o pavimento todo. Somente refizeram o remendo.

BUTANTÃ

Lixo na rua há meses

Sou morador da Rua Poema dos Olhos e, desde 3/4, venho reclamando na Prefeitura sobre os diversos pneus jogados na calçada da rua há meses. Apesar das queixas, não houve providência nem dos responsáveis pela limpeza pública nem dos responsáveis pela saúde pública, já que os pneus se transformaram em focos do mosquito da dengue.

RENATO RAFAEL BASILE

/ SÃO PAULO

A Subprefeitura Butantã diz que o serviço de limpeza, capinação e remoção ao longo da via ocorreu na semana passada.

O leitor comenta: Os serviços foram realizados, mas por causa da intervenção do jornal. Isso só demonstra que, se não fosse a Coluna, o lixo continuaria no mesmo lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.