Aviões batem na pista do Galeão, no Rio

Um avião da companhia Emirates que havia chegado de Dubai, nos Emirados Árabes, e taxiava pela pista do Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador (zona norte do Rio), atingiu levemente um avião da Gol que havia acabado de estacionar, às 14h45 desta quarta-feira, 4. Ninguém se feriu e o acidente não causou atrasos nem cancelamentos de voos.

Fábio Grellet / RIO, O Estado de S.Paulo

05 de setembro de 2013 | 02h04

Segundo a Gol explicou em nota, um Boeing 737 com 47 passageiros partiu do Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, com destino ao Santos Dumont, na zona sul do Rio. Mas, por causa da chuva, o pouso do avião foi transferido para o Tom Jobim. "Após receber autorização para pouso neste aeroporto, e já com a aeronave completamente estacionada na posição 41 (remota), preparando para o desembarque, houve um abalroamento entre a asa de uma aeronave da companhia aérea Emirates e o leme de direção do avião da Gol", informa a nota da empresa. Segundo a companhia, os passageiros desembarcaram normalmente. "A ocorrência de solo e a aeronave serão avaliadas", diz a nota.

Político. Entre os passageiros do avião da Gol estava o governador da Bahia, Jacques Wagner (PT), que seguia de um compromisso político em São Paulo para outro no Rio. Em nota, a Emirates informou que o avião havia operado o voo EK247, de Dubai para o Rio. Após o episódio, "a aeronave seguiu seu procedimento e os passageiros desembarcaram normalmente".

Segundo a Emirates, os passageiros do voo EK248, que partiria do Rio para Dubai às 2h06 de hoje usando a mesma aeronave, seriam acomodados em hotéis e outro voo seria marcado. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) vai investigar o caso e ouvir o piloto da Emirates.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.