Avião é apreendido com 500 kg de produtos contrabandeados

Até imagens de satélite são usada para identificar em qual pista avião pousaria em Barretos

26 de setembro de 2007 | 20h04

Um avião bimotor usado para transportar produtos contrabandeados foi apreendido na tarde desta quarta-feira pela Polícia Civil de Barretos, na região de Ribeirão Preto. Cinco homens foram presos em flagrante: o piloto, o co-piloto e outros três que participavam do esquema. Mais de 500 quilos de produtos eletrônicos foram apreendidos, como placas para computadores, cartuchos para impressoras, aparelhos de MP4, jogos, entre outros. A Polícia Civil investigou o caso nos últimos três meses. O delegado seccional de Barretos, João Osinski, e o titular da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), Marcos Eduardo Marques, participaram do final da operação. Policiais ficaram escondidos num canavial, ao lado de uma pista de terra (com quase 1 mil metros de extensão), a dez quilômetros de Barretos, durante dias e noites nos últimos meses, esperando o pouso do avião. Até imagens de satélite foram usadas para identificar qual seria a pista usada para o pouso do avião com produtos contrabandeados. Quando o avião pousou, os policiais agiram com rapidez e evitaram uma possível fuga. Tiros foram disparados no pneu do avião, impedindo a decolagem e até a fuga de três homens num carro. A polícia suspeita que o produto tenha saído do Paraguai até Mato Grosso do Sul e, de lá, de avião para Barretos. Numa operação parecida, com quatro meses de investigação, a Polícia Federal apreendeu, na semana passada, cerca de 430 quilos de cocaína num canavial de Pradópolis, além de armamentos pesados que deveriam abastecer a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Dois traficantes também foram presos na operação da PF, e veículos e motos também foram apreendidos. O avião usado no transporte não foi apreendido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.