Avião com 15 deputados faz pouso forçado em Guarulhos

Tripulação ficou assustada ao ser informada pelo piloto sobre problema no trem de pouso da aeronave

Luciano Coelho, especial para o Estadão,

09 de agosto de 2007 | 17h56

O avião prefixo PT GOV, um 737/700 da Gol, vôo 1205, saiu de Brasília às 14 horas com destino a São Paulo com 15 deputados a bordo. Um defeito no trem de pouso fez o piloto desviar o pouso de Congonhas para Guarulhos. Depois de sobrevoar para gastar combustível no intuito de fazer uma aterrissagem de barriga, o piloto informou a torre do problema, que acionou vários carros de bombeiros e ambulâncias, lotando a pista do aeroporto. Veja também:  Aldo fala sobre susto ao saber de problema     Vôo 3054: divulgado áudio de pilotos do Airbus  O deputado federal Júlio César Lima (DEM/PI) disse que saltou uma fogueira quando desceu da aeronave acompanhado dos deputados Frank Aguiar (PTB/SP) e Aldo Rebelo (PCdoB/SP). "Tinha tantos Bombeiros e tantas ambulâncias na pista que ficamos mais assustados ainda", comentou Júlio César por telefone. Segundo o parlamentar, o vôo começou a ficar tenso quando acendeu a luz do freio do trem de pouso. A tripulação foi informada de um problema pelo piloto, mas não teceu detalhes. "O avião ficou rodando e desviaram o pouso para Guarulhos. Quando aterrissamos vimos um carro dos Bombeiros e uma ambulância em cada portão de embarque e desembarque do aeroporto.  "Ficamos muito apreensivos, mas o piloto tentou tranqüilizar os passageiros. Achamos que o problema era sério devido os comentários. Ao descer, tinha alguns mecânicos analisando a aeronave e conversando reservadamente com os pilotos. E toda hora vimos notícias de caos aéreo e acidentes, ficamos com medo", comentou Júlio

Tudo o que sabemos sobre:
crise aéreaCumbicaaeroportos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.