Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Avenidas de cidades litorâneas e estradas terão mais 72 radares

Limite de velocidade varia conforme o trecho; localidade com mais fiscalização será São Sebastião, com 23 pontos

Mônica Reolom, O Estado de S. Paulo

20 Dezembro 2014 | 18h34

BERTIOGA - Os motoristas com destino ao litoral norte de São Paulo terão de tomar cuidado para não levar multas neste verão. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) está fixando 72 novos radares nas estradas e avenidas principais das cidades litorâneas, com o objetivo de reduzir acidentes.

Os turistas que já estão na praia notaram o aumento no número dos radares. “A gente vem todos os anos para a Riviera de São Lourenço, e eu notei que na vinda para cá, de São José do Rio Preto, tem muito mais pontos de fiscalização do que nos anos anteriores”, afirma o administrador Paulo Sader, de 48 anos. Ele costuma pegar a Rodovia Mogi-Bertioga. “A cada 800 metros tem um radar fixo, acho que estão querendo ganhar dinheiro das multas. A vantagem é que deve dar mais segurança aos motoristas.”

A cidade com o maior número de radares é São Sebastião, que terá 23 pontos de fiscalização. Ilhabela terá seu primeiro trecho monitorado, entre a Praia da Feiticeira e a Praia Grande. Os limites de velocidade variam conforme o trecho.

Balsa. Em um dia de semana de dezembro, a espera na fila pela balsa tanto na travessia São Sebastião-Ilhabela quanto no sentido inverso levava cerca de 45 minutos. Esse tempo deve ser reduzido para um quarto com a Operação Verão, iniciada na sexta, quando mais balsas serão colocadas em operação.

Segundo a Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa), as travessias litorâneas do Estado devem receber 3,3 milhões de veículos até 22 de fevereiro, 3% a mais do que no ano passado. Serão 25 embarcações para transportar até 2.392 veículos por hora.

Mais conteúdo sobre:
Bertioga radares estradas litoral

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.