Avenida será duplicada e terá ciclovia

Os acessos para a futura Estação Oratório serão feitos por escadas rolantes (e convencionais) instaladas nas calçadas da Avenida Luís Inácio de Anhaia Melo. É embaixo delas que serão instalados os bicicletários da estação. Essa parte da obra já está recebendo a terra que, daqui a algumas semanas, vai dar suporte à grama e às árvores do projeto paisagístico da estação.

O Estado de S.Paulo

26 Maio 2013 | 02h03

O mesmo deve acontecer a partir de junho, quando está previsto para começar o processo de contratação das empresas que farão o serviço, no canteiro central da Avenida Professor Luís Inácio de Anhaia Melo.

É aí que está a ironia da obra: vai permitir que 42 mil pessoas façam a viagem entre o centro e a zona leste a cada hora em um transporte público rápido, mas embaixo, na avenida. O Metrô vai construir duas faixas em cada sentido para o fluxo de carros.

Acesso restrito. Na pista sentido bairro da avenida, a estação tem um prédio de cinco andares, cujo acesso será só para funcionários. Os dois primeiros pisos terão maquinário necessário para operação da estação. "O piso é de um material chamado nora, que tivemos de importar da Alemanha", diz o engenheiro Luiz Felipe de Araújo. É isolante e não propaga as chamas. Os demais pisos serão vestiários e escritórios. / B.R,

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.