Avenida Paulista perde o tradicional letreiro do Conjunto Nacional

Logo do Itaú já foi removido e, sem patrocínio, relógio-termômetro também devem ser desativados

O Estado de S.Paulo,

04 de janeiro de 2012 | 23h21

SÃO PAULO - O logotipo do banco Itaú já foi removido do topo do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista. A retirada do letreiro ocorreu por causa da Lei Cidade Limpa - a Prefeitura entende que a exibição da marca fere a legislação que veta propagandas.

Com a saída da marca, também deve parar de funcionar os famosos relógio e o termômetro no topo do prédio, visíveis a quilômetros de distância à noite. O banco mantinha o equipamento em funcionamento. Procurado, o Itaú não se manifestou.

O relógio fazia parte da paisagem da Paulista desde 1962, quando a montadora Willys Overland do Brasil criou o letreiro. Em 1967, a Ford do Brasil comprou a Willys Overland e trocou o luminoso verde por um painel com o nome Ford, que marcava as horas. A marca do Itaú apareceu em 1976.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.