Avenida Paulista é interditada para a Parada Gay

Região será interditada para a 13ª edição do evento; previsão é que 3 milhões de pessoas participem

Central de Notícias,

14 Junho 2009 | 10h25

 

SÃO PAULO - A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) interditou às 10 horas deste domingo, 14, o trecho da Avenida Paulista, entre a Alameda Joaquim Eugênio de Lima e a Rua Peixoto Gomide, no centro de São Paulo, para receber a 13º edição da Parada LGBT. Os organizadores do evento estimam que ele vai atrair cerca de três milhões de pessoas.

 

Veja também:

linkMetrô aumenta o número de trens

 

Às 11h30, o bloqueio na Paulista foi estendido até a Rua da Consolação. Ao meio-dia, no início do evento, também foram fechadas a Avenida Ipiranga e as Ruas da Consolação e Rego Freitas.

 

Penelópe Charmosa passa de moto pela Av. Paulista durante a parada gay de São Paulo

  

A previsão é que a parada termine às 19h30, na Consolação, na altura da Praça Franklin Roosevelt. Até lá, a CET restringe o estacionamento nas Ruas Cincinato Braga, São Carlos do Pinhal, Antônio Carlos e na Alameda Santos. A SPtrans alterou o itinerário de 55 linhas de ônibus. Mais informações pelo site da SPTrans.

 

Veja os bloqueios:

 

 

Mais conteúdo sobre:
Parada Gay

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.