Avenida Angélica terá horário de estacionamento reduzido

A partir de segunda, só será permitido deixar o carro após 21h; conversão à esquerda também foi alterada

Caio do Valle, O Estado de S.Paulo

30 Julho 2011 | 00h00

O horário permitido de estacionamento na Avenida Angélica, região central de São Paulo, será alterado a partir de segunda-feira. Com a mudança, só será permitido deixar o carro em boa parte da via a partir das 21h em dias úteis e após as 17h aos sábados. Alguns trechos permanecem com a obrigatoriedade do talão da Zona Azul e, em outros locais, a proibição continua valendo em tempo integral (veja o quadro).

Além disso, nos dias úteis, entre as 6 horas e as 21 horas, motoristas não poderão mais fazer a conversão à esquerda ao longo de toda a via. Aos sábados, essa restrição passará a ser das 6 horas às 17 horas.

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a intenção é padronizar as restrições em toda a avenida, além de aumentar a fluidez no trânsito da região. Cortando bairros como Santa Cecília e Higienópolis, a Angélica, que tem cerca de 2,7 quilômetros de extensão, liga o entorno da Avenida São João à região da Paulista. Por ela também passam ônibus rumo às regiões oeste, central e norte.

A regulamentação na avenida estabelece novo horário de estacionamento entre as Ruas Barra Funda e Brigadeiro Galvão e entre as Ruas Piauí e Goiás.

Trechos de quarteirões que ficam entre as Ruas das Palmeiras e Baronesa de Itu e Coronel José Eusébio e Maceió também passarão a contar com as novas regras. O único local que segue com Zona Azul é uma parte do quarteirão entre a Paulista e a Rua Maceió.

A CET afirmou que está mudando a sinalização e, no dia da mudança, agentes vão orientar os motoristas na avenida.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.