Av. Anhaia Mello é liberada após tombamento; trânsito é ruim

São Paulo registra 96 km de congestionamento às 8 horas e Marginal do Tietê tem lentidão no sentido Castelo

Paulo R. Zulino, do estadao.com.br,

03 de dezembro de 2007 | 08h04

A Avenida Luís Ignácio de Anhaia Mello foi totalmente liberada às 7h14 desta segunda-feira, 3, depois que um caminhão cegonha tombou e deixou a pista bloqueada por cerca de três horas. O trânsito em São Paulo era complicado na manhã desta segunda, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), que registrava 96 km de lentidão por volta das 8 horas.   O pior trecho de lentidão no horário era registrado no sentido Castelo Branco da Marginal do Tietê, que tinha 8,5 km de trânsito lento entre a Ponte do Piqueri e a Rua da Coroa na pista expressa. Na pista local, a lentidão ia da Ponte da Casa Verde até a Ponte do Piqueri, somando quase 5 km de congestionamento.   A Radial Leste também tinha lentidão na manhã desta segunda. Os motoristas que seguiam em direção ao centro da cidade enfrentavam 4,7 km de trânsito, entre a Rua Wandenkolk até o início do Viaduto Pires do Rio.   Devido ao acidente na Anhaia Mello, quatro carros se desprenderam da carroceria e caíram em um canteiro de obras do Expresso Tiradentes, que divide as duas pistas da avenida. Acredita-se que o motorista tenha perdido o controle do veículo ao fazer a curva à direita naquele trecho. Por volta das 8 horas, a Anhaia Mello tinha 2,3 km de trânsito ruim, da Avenida Salim Farah Maluf até o Viaduto Grande São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
trânsito em SPAnhaia MelloCET

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.