Autos de resistência no Rio são alvo de crítica

A Human Rights Watch divulgou ontem carta enviada ao governo do Rio com críticas à apuração dos autos de resistência (homicídios cometidos por policiais). Para a entidade, falhas na investigação desses casos podem permitir que policiais escapem de punição. A carta faz recomendações, como a criação de uma equipe dedicada apenas à análise dos autos. A Secretaria de Segurança disse que vai analisar.

O Estado de S.Paulo

15 de junho de 2012 | 03h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.