Autoridades reúnem-se com familiares de vítimas em Congonhas

Comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, e o presidente da Infraero, José Carlos Pereira, estão em área reservada do Aeroporto

Bruno Paes Mando, do Estadão,

18 de julho de 2007 | 09h52

O comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, e o presidente da Infraero, José Carlos Pereira, estão no aeroporto de Congonhas na manhã desta quarta-feira, 18, reunidos com os familiares das vítimas do vôo JJ 3054 da TAM. O encontro acontece em uma área reservada do aeroporto - Pavilhão das Autoridades -, onde a imprensa não tem acesso. Um médico legista do Instituto de Criminalística também participa da reunião. O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, ainda não confirmou se irá para o Aeroporto.   Os familiares das vítimas começaram a embarcar em Porto Alegre rumo a São Paulo às 8h05 desta quarta.   A TAM divulgou no madrugada desta quarta-feira uma lista com 186 nomes de passageiros e funcionários que estavam no vôo da TAM, que saiu de Porto Alegre na terça-feira e explodiu, após a aterrissagem na pista 35 do Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo.   Uma vítima em terra foi identificada pelo IML e uma funcionária da TAM Express faleceu no hospital. Osvaldo Luiz de Souza, de 49 anos, morreu no local. Ele era dono da Trans-Model, uma empresa no Bairro da Luz. Souza recolhia material de laboratórios farmacêuticos e despachava, via TAM Express, para hospitais e clínicas de outros Estados.   Além disso, a TAM também divulgou uma lista com os nomes de seis funcionários da TAM Express que estavam no terminal de cargas e estão desaparecidos.

Tudo o que sabemos sobre:
Vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.