Aumento de mortes nas estradas faz PM dobrar efetivo no período de férias

Entre janeiro e maio, homicídios culposos por acidente superaram assassinatos no Estado; trânsito mata, em média, 13 pessoas por dia

Gio Mendes / JORNAL DA TARDE, O Estado de S.Paulo

01 Julho 2011 | 00h00

Preocupada com o avanço das mortes em acidentes de trânsito no Estado de São Paulo, a Polícia Militar vai intensificar as operações nas estradas a partir da próxima quarta-feira, dobrando seu efetivo. Nos cinco primeiros meses deste ano, a quantidade de homicídios culposos por acidentes superou o de pessoas assassinadas, seguindo uma tendência que começou no ano passado. A maioria das mortes ocorreu em rodovias.

"Em 2010, pela primeira vez, casos de homicídios ocorridos no trânsito ultrapassaram os casos de assassinatos", afirmou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alvaro Camilo. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), foram registradas 4.638 mortes no trânsito no ano passado em todo o Estado. No mesmo período, 4.543 pessoas foram assassinadas em 4.320 casos de homicídio doloso - quando existe a intenção de matar alguém -, principalmente com armas de fogo.

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Logística e Transportes, 2.395 pessoas morreram no ano passado em acidentes nas rodovias estaduais, que têm 22 mil quilômetros. No mesmo período, a Polícia Rodoviária Federal registrou 364 mortes em 1.067 quilômetros de rodovias.

De janeiro a maio de 2011, o balanço estatístico da SSP mostra que os acidentes de trânsito fizeram 1.943 mortos (quase 13 por dia), enquanto 1.789 pessoas foram assassinadas. "Infelizmente, existe uma tendência dos homicídios culposos no trânsito continuarem aumentando, o que traz preocupação para a polícia", disse o comandante-geral da PM.

Segundo Camilo, o efetivo da Polícia Militar aumentará nas rodovias paulistas. "Serão 2 mil policiais apenas nas estradas a partir da semana que vem, o dobro do efetivo. A Polícia Rodoviária Estadual contará ainda com apoio de outras unidades, como policiamento ambiental."

De acordo com o coronel, haverá bloqueios para verificar as condições dos carros e a documentação dos motoristas e dos veículos. Em parte das ações haverá uso de bafômetros. Segundo ele, ao mesmo tempo cerca de 20 mil PMs participarão de operação de combate ao roubo e furto de carros no Estado.

Campanha. A PM vai lançar em agosto uma campanha educativa na TV e no rádio para sensibilizar os motoristas sobre as mortes no trânsito. "Vamos usar imagens fortes de acidentes para chocar as pessoas. O material trará também o depoimento de parentes de vítimas."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.