Audiência de monotrilho tem palhaço e gritos

Cerca de 300 representantes de associações de moradores do Morumbi participaram ontem no CEU de Paraisópolis de uma audiência para discutir a Linha 17-Ouro do Metrô, que vai ligar por monotrilho o Estádio do Morumbi e o Aeroporto de Congonhas. A linha vem causando polêmica porque os moradores mais abastados da região argumentam que criará um "desconforto visual" no bairro e, "assim como o Minhocão, servirá de abrigo para viciados e vândalos".

Paulo Sampaio, O Estado de S.Paulo

21 Setembro 2010 | 00h00

Os moradores de Paraisópolis também acham que o ideal seria um metrô subterrâneo, mas, "agora que liberaram a verba para construir o monotrilho em três anos, não queremos esperar mais 20 (pelo metrô)". "Precisamos de transporte", diziam.

Comandado pelo secretário do Meio Ambiente, Eduardo Jorge, pelo técnico do Metrô Ivan Piccoli e pelo responsável pelo estudo ambiental, Walter Sérgio de Faria, o encontro se transformou em um embate com gritos, que contou até com a presença de um "palhaço".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.