Atropelador de filho de Cissa Guimarães fazia racha, reafirmam testemunhas

JUSTIÇA

, O Estado de S.Paulo

30 Março 2011 | 00h00

Testemunhas do atropelamento de Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães, foram ouvidas ontem pelo juiz Rodrigo José Meano Brito, da 2.ª Vara Criminal do Rio. Dois amigos dele, que morreu após ser atingido pelo carro de Rafael Bussamra em julho do ano passado, disseram que o atropelador estava apostando corrida no Túnel Acústico, no Rio.

O carro de Bussamra e um Civic entraram em uma pista que estava fechada, onde Mascarenhas e os amigos andavam de skate. Uma das testemunhas de defesa, André Liberal de Almeida (que estava no carro com Bussamra) contou que eles não sabiam que o túnel estava fechado. Outros depoimentos foram marcados para 16 de junho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.