Atropelador de ciclistas tem histórico de agressão

O funcionário do Banco Central Ricardo Neis, que atropelou e feriu 12 ciclistas na sexta-feira, em Porto Alegre, será indiciado por tentativa de homicídio doloso duplamente qualificado. Em pedido de prisão preventiva, promotores citaram o histórico de três processos por ameaça e agressão física e várias multas de trânsito. À noite, mil manifestantes foram às ruas da capital gaúcha pedir paz no trânsito.

, O Estado de S.Paulo

02 Março 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.