Divulgação
Divulgação

Atriz é multada em blitz da lei seca com Michel Teló

Thais Fersoza teve CNH apreendida por se recusar a fazer teste do bafômetro; cantor estava no banco do carona

CLARISSA THOMÉ / RIO , O Estado de S.Paulo

16 Março 2012 | 03h02

A atriz Thais Fersoza teve a Carteira Nacional de Habilitação apreendida na madrugada de ontem, depois de se recusar a fazer o teste do bafômetro. Ela e o cantor Michel Teló, que estava no banco do carona, foram parados em uma blitz da lei seca na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.

Além de entregar a carteira, Thais terá de pagar multa de R$ 957,70 e recebeu 7 pontos na CNH. O carro foi liberado depois que outra pessoa se apresentou para dirigi-lo.

De acordo com a assessoria do cantor, ele e Thais haviam saído para jantar e depois foram parados pela blitz. "Thais optou por não fazer o teste do bafômetro, como permite a lei, e imediatamente acionou um amigo para conduzir o veículo, que os levou embora", informa o texto.

Teló chegou a ser filmado por uma equipe da TV Record, que acompanhava a blitz. Ele usava um boné e tentou se esconder dos câmeras. A Assessoria de Imprensa da atriz informou que ela não quer comentar o episódio.

Lista longa. A lista de celebridades flagradas por blitze da lei seca no Rio é extensa e inclui políticos, cantores, atores e jogadores de futebol.

O ex-craque e atual deputado federal Romário (PSB-RJ) foi parado pelos agentes em março de 2010 e em julho de 2011. Embora negue consumir álcool, em ambas as vezes ele se recusou a fazer o teste do bafômetro. Teve a CNH apreendida e foi multado.

O jogador Adriano também sofreu as mesmas punições, ao se recusar a fazer o teste, em fevereiro de 2011. Os ex-jogadores Renato Gaúcho e Leonardo também se recusaram a fazer o exame. Um dos casos mais recentes entre os boleiros foi o de Diego Souza, meia do Vasco, que teve a CNH apreendida após recusar o teste durante blitz em janeiro.

Entre os artistas, Maitê Proença, Carolina Ferraz, Dado Dolabella e Sérgio Mallandro, entre outros, se recusaram a fazer o teste. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) também foi flagrado, em abril de 2011. Sua habilitação estava vencida e ele não chegou a se submeter ao exame. Na época, afirmou que não se recusou a fazer o teste, mas que não havia razão para o exame, pois já tinha perdido a CNH. / COLABOROU FÁBIO GRELLET

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.