Atrasos nos aeroportos chegam a 29,4% dos vôos em todo o País

Os atrasos são superiores a uma hora; aeroportos estão cheios e passageiros enfrentam filas e cancelamentos

Pedro Henrique França, da Agência Estado,

21 de dezembro de 2007 | 20h24

Já chega a quase 30% o índice de vôos com atrasos em todo o País. De acordo com o boletim divulgado pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), até às 20 horas desta sexta-feira, 21, das 1.740 decolagens programadas, 512 saíram fora do horário, o que corresponde a 29,4% do total. Ainda segundo a estatal que administra os aeroportos, 141 vôos foram cancelados (8,1%). Os atrasos são superiores a um hora.   Veja também:   Após declaração de Lula, Jobim nega outro caos Passageiro não será ressarcido por vôo atrasado Conac revoga resolução que transferia vôos Gol terá três aviões de reserva no fim de ano     Os atrasos cresceram ao longo de toda a sexta-feira. Pela manhã, a Infraero informava que 19,8% dos vôos tinham sido afetados por atrasos. Número este que chegou a 26,9% às 16 horas e que mostra novo aumento no último boletim.   No Rio de Janeiro os dois aeroportos apresentam problemas. O Aeroporto do Galeão verificou atrasos em 45 vôos (29,8%) e dez cancelamentos (6,6%). No Santos Dumont, por sua vez, o problema maior é de vôos cancelados, que atingiu 22 decolagens programadas (31%), enquanto outros sete (9,9%) foram afetados pelos atrasos.   Os passageiros que saem da capital paulista também sofrem com os atrasos. No Aeroporto de Congonhas, o índice de atraso chega a 20,4%, além de 30 vôos cancelados (11,5%). O Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, registrou 23,2% de vôos atrasados e doze cancelamentos (5,9%).   O Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, apresentou atrasos em 55 vôos (39,9%). Os passageiros também enfrentam situação complicada no aeroporto de Fortaleza, onde 20 vôos (41,7%) saíram fora do horário. Em Belo Horizonte, o Aeroporto Tancredo Neves registrou atrasos em 30 vôos, ou 39% do total.   Em Curitiba, 37,2% dos vôos saíram fora do horário e doze foram cancelados (14%). Em Salvador, 40,2% dos vôos registraram atrasos. Enquanto o terminal aeroportuário de Recife apresentou problemas em 45,6% das decolagens previstas.

Tudo o que sabemos sobre:
Aeroportos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.