Atraso na liberação da Régis provoca lentidão

Mesmo com uma faixa já livre, situação ainda é difícil, pois produtos da carreta ainda estão sendo removidos

Paulo R. Zulino, do estadao.com.br,

29 de dezembro de 2007 | 15h21

A Polícia Rodoviária Federal informou que por volta de 16h20 deste sábado, 28, foi liberada uma faixa da Rodovia Régis Bittencourt, que liga São Paulo-Curitiba. No início da madrugada, uma carreta que transportava produtos químicos tombou na pista no trecho do quilômetro 548, em Barra do Turvo, e ocupou três faixas da via, restando apenas uma para o tráfego. A situação de lentidão, porém, continuava difícil porque os produtos que a carreta transportava ainda não foram definitivamente removidos. A previsão inicial para a remoção era para às 14 horas. Na Rodovia dos Imigrantes em direção à Baixada Santista o tráfego permanece lento. De acordo com a Ecovias, há morosidade entre os quilômetros 43 e 53 é devido ao excesso de veículos. Nas demais estradas do País os motoristas não enfrentavam problemas.   Veja também: Ao vivo: sistema Castelo Branco-Raposo Tavares Ao vivo: sistema Anhangüera-Bandeirantes Ao vivo: sistema Anchieta-Imigrantes  Ao vivo: Rodovia Presidente Dutra  Ao vivo: estradas que dão acesso ao litoral   Ainda na Régis, antes do trecho do quilômetro 548, os motoristas que seguem em direção ao sul do País enfrentavam 11 quilômetros de congestionamento, entre os quilômetros 325 e 336, porque na área só há pista simples.   Também prossegue a lentidão antes dessa área, na altura do quilômetro 336, em Juquitiba.   Para quem pretende viajar para o litoral paulista, a melhor opção, no momento, são as pistas norte e sul da Rodovia Anchieta, onde a situação melhorou em relação ao quadro verificado pela manhã. O movimento caiu na última hora, quando passaram pelos pedágios do Sistema Anchieta-Imigrantes 4.649 veículos rumo às praias. O acumulado desde zero hora da última quinta-feira, 27, está em 335.077 veículos.   A Rodovia Padre Manoel da Nóbrega continuava com trânsito lento entre os quilômetros 278 e 292. Neste trecho, a Ecovias implantou a operação litoral sul, invertendo o sentido de direção de uma faixa da pista leste, fazendo-a operar em direção à Praia Grande.   Segundo a Polícia Rodoviária e as concessionárias, nas demais estradas, como Dutra, Fernão Dias, Castello Branco, Raposo Tavares e Sistema Anhangüera-Bandeirantes, os motoristas não enfrentavam problemas e não foram informados acidentes graves nas últimas horas.

Tudo o que sabemos sobre:
Trânsito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.