Atraso de 4 horas dificulta viagem para os EUA

A situação de mais difícil solução envolveu o técnico em eletrotécnica Marco Antonio Borges, que vive em Nova York. Ele estava em Belo Horizonte e tinha horários marcados na Embaixada dos Estados Unidos e na Polícia Federal para tratar de assuntos relacionados a documentação pessoal. No entanto, ele disse que perdeu esses compromissos porque o voo que o traria da capital mineira para Brasília atrasou quatro horas. "Perdi os dois compromissos", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.