Atrasados põem culpa no 1º dia do horário de verão

Os relógios foram adiantados ontem em uma hora e, mesmo sendo domingo, houve quem não cumpriu os compromissos marcados. E o culpado foi o horário de verão. A estudante Mayara Costa, de 20 anos, por exemplo, combinou de encontrar os colegas de faculdade para estudar. "Acordei muito atrasada e liguei para eles. Mas todos ainda estavam dormindo."

Valéria França, O Estado de S.Paulo

18 de outubro de 2010 | 00h00

No Parque do Ibirapuera, zona sul, o movimento também começou mais tarde. "O dia parece que está lento hoje", disse a gerente Rejane Ima, de 40 anos, do Restaurante do Museu de Arte Moderna (MAM). "Às 14 horas, eu estava desesperada porque ninguém apareceu para o almoço. A clientela começou a chegar às 15 horas, aos poucos, bem diferente de um domingo comum."

Sofrendo de preguiça antecipada, desde ontem a estudante Maria Thomé, de 17 anos, reclamava com as amigas como seria o dia de hoje. "Vou acordar e sair de casa com escuro. Só de pensar, dá mais sono ainda."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.