Ator negro brasileiro é morto na Rússia e polícia vê motivação racista para crime

Um ator brasileiro negro que atuou em filmes populares soviéticos foi assassinado em São Petersburgo, noroeste da Rússia. A polícia local informou que ele foi golpeado violentamente e há suspeita de motivações racistas para o ataque.

Afp, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2010 | 00h00

"Tito Romário, de 59 anos, morreu no dia 11 de maio no Hospital Alexandrovskaya depois de ser golpeado por um russo de 43 anos em uma rua da zona norte da cidade por causa de uma desavença. O suspeito foi detido", anunciou a Assessoria de Imprensa da polícia de São Petersburgo.

De acordo com uma fonte policial que preferiu não ser identificada, mas é citada pela imprensa local, a briga foi motivada pelo ódio racial. O brasileiro Tito Romário interpretou papéis menores em filmes soviéticos populares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.