Ato lembra um mês da tragédia de Realengo

Um mês após o massacre na escola Tasso da Silveira, em Realengo, zona oeste do Rio, cerca de 100 pessoas participaram ontem de marcha pelo bairro e em frente ao colégio, em homenagem às 12 crianças assassinadas por Wellington Menezes de Oliveira. À noite, uma missa foi celebrada pelo arcebispo da cidade, d. Orani Tempesta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.