Atleta búlgaro é condenado por tráfico internacional de drogas no Brasil

Medalhista tentou embarcar no Aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, com 7 quilos de cocaína

estadão.com.br,

03 de maio de 2012 | 19h59

SÃO PAULO - O atleta búlgaro Galabin Pepov Boevski, medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000, no levantamento de peso, foi condenado a nove anos e quatro meses de prisão por tráfico internacional de drogas. A decisão da 2ª Vara Federal em Guarulhos, na Grande São Paulo, foi publicada nesta quinta-feira, 3.

Em 24 de outubro de 2011, Galabin Boevski foi preso em flagrante no Aeroporto de Guarulhos ao tentar embarcar para a Bulgária com mais de 7 quilos de cocaína. A droga estava camuflada na bagagem. Durante o interrogatório, Galabin alegou que havia comprado as malas no Brasil e que o entorpecente já estava escondido na bagagem.

Para o Ministério Público Federal, não haveria razão para que um traficante abandonasse 7 quilos de cocaína em malas que seriam vendidas aleatoriamente. Na Europa, o quilo da cocaína é de 70 mil dólares e a quantia "abandonada" vale cerca de meio milhão de dólares. A juíza Maria Isabel do Prado, da 2ª Vara Federal, afirmou em sua decisão que seria impossível o acusado não ter percebido o peso das bagagens na hora da "compra".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.