Ativistas protestam contra estrangulador

O Estado de S.Paulo

01 de fevereiro de 2013 | 02h01

Ativistas do grupo Femen realizaram ontem, na Liberdade, região central da capital, um protesto contra o auxiliar de limpeza Eduardo Sebastião do Patrocínio, de 42 anos, acusado de matar cinco mulheres na zona leste de São Paulo. Ele estrangulava as vítimas por não conseguir manter relações sexuais com elas. As investigações da Polícia Civil prosseguem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.