Atirador matou 12 em Realengo

Doze alunos morreram e outros 12 ficaram feridos no dia 7 de abril, no massacre realizado por Wellington Menezes de Oliveira na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, zona oeste do Rio.

O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2011 | 03h01

Ex-aluno da instituição, o rapaz de 24 anos entrou pelo portão principal, alegando que precisava buscar seu histórico escolar. Após falar com uma professora, seguiu para duas salas de aula e começou a atirar. Oliveira efetuou 66 tiros em 15 minutos.

Atingido pelo PM Márcio Alexandre Alves quando partia para atacar outra sala, o assassino caiu ferido e se matou com um tiro. Em vídeos divulgados posteriormente, afirmou que sua motivação seria uma resposta ao bullying sofrido por ele no período em que estudou no local. Seus parentes confirmaram que o rapaz sofria de graves perturbações psicológicas e não compareceram nem ao enterro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.