Atirador é levado para clínica psiquiátrica

Foi transferido ontem para uma clínica psiquiátrica particular o empresário e artista plástico Michel Goldfarb Costa, de 35 anos, que está sendo julgado por atirar em duas pessoas, roubar quatro carros e causar quatro acidentes de trânsito em uma série de ataques na madrugada de 9 de janeiro, em São Paulo. Ele deve ficar na clínica até o fim do julgamento. Anteontem, a defesa de Goldfarb apresentou um laudo que o classificou como inimputável, ou seja, incapaz de responder por seus atos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.