Atibaia decreta situação de emergência

Oito horas seguidas de chuva castigaram a cidade; Defesa Civil usou barcos para resgatar pessoas ilhadas

Valéria França, O Estado de S.Paulo

12 Janeiro 2011 | 00h00

O município de Atibaia, no interior de São Paulo, decretou estado de emergência na tarde ontem por conta da forte chuva que atingiu a cidade na segunda-feira. Em oito horas, foram registrados 160 mililitros, o que corresponde a mais da metade do esperado para janeiro.

Segundo a Defesa Civil, o Rio Atibaia transbordou, 15 regiões da cidade foram afetadas, houve queda de barreiras e quatro pontes caíram. Ainda não foi contabilizado o número de desabrigados e desalojados. A delegacia de Atibaia foi inundada e os boletins de ocorrências estão sendo registrados no município vizinho, em Bom Jesus dos Perdões.

Para prestar auxílio às vítimas, foram utilizados barcos da Defesa Civil e da polícia. João Biscolla dormia, quando a mulher Almerinda, de 62 anos, apareceu para acordá-lo, após ter sido despertada pelo telefonema da filha. "Ela ligou dizendo que estava tudo inundado."

Paranaense, o casal mora há mais de 10 anos numa casa, localizada a cerca de seis metros da margem de um córrego, afluente do Rio Atibaia. Na manhã de ontem, a Defesa Civil interditou a propriedade do casal. O trabalho mais difícil foi convencer Almerinda de que ela não poderia mais ficar em casa.

Rodovia. A Fernão Dias deve voltar ao normal hoje. No sentido São Paulo, no km 52,4, a estrada tinha uma das duas faixas interditada para obras. Um dos córregos invadiu a pista e levantou o asfalto. Ontem, havia mais 5 km de congestionamento.

No dia 8, o governador Geraldo Alckmin esteve na cidade para discutir a questão das enchentes. Ele levou técnicos do Departamento de Águas e Energia (Daee) para avaliar as medidas a serem tomadas para evitar inundações. / COLABOROU DAMARIS GIULIANA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.