Atendimento médico negado

HOSPITAL DO MANDAQUI

O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2012 | 03h05

Um problema muito sério está ocorrendo no Hospital do Mandaqui. Esse hospital, por duas vezes, já negou atendimento médico. Em 26/8 meu filho sofreu um acidente de bicicleta e ficou todo machucado. Levei-o até o referido hospital, mas não consegui com que fosse atendido - a alegação é de que lá só atendem emergências. Como uma pessoa chega machucada e reclamando de dor e o hospital se nega a atender? Que descaso!

ROSE MARTINS / SÃO PAULO

O Conjunto Hospitalar do Mandaqui esclarece que não nega atendimento a ninguém, mas que, por se tratar de hospital de perfil terciário, dá prioridade no pronto-socorro (PS) a casos mais graves, urgentes e complexos. Diz que, em 26/8, a escala de plantão estava coberta para especialidade de ortopedia. O atendimento prioritário, porém, se dá a pacientes que chegam com trauma grave e necessitam de cirurgia. Com relação a pacientes com quadros de saúde não considerados graves, as equipes são orientadas a informá-los sobre o tempo de espera e a dar opções de outros hospitais na região. Como o paciente em questão não tem ficha aberta na unidade, presume-se que ele ou seus responsáveis optaram por não aguardar atendimento.

A leitora contesta: Estive no hospital, fui ao PS e o recepcionista informou, claramente, que não havia um ortopedista disponível. Pedi um clínico-geral e disseram que ele atenderia só emergências. O que é considerado emergência neste hospital? É inadmissível o hospital dizer que não negou atendimento e que fomos nós que não quisemos aguardar atendimento! Então o recepcionista estava lá passando informações erradas?

QATAR AIRWAYS

Bagagem avariada

Tive um problema na minha mala com a Qatar Airways. Despachei-a em Beirute, onde solicitei o adesivo de frágil. Em São Paulo, ao pegar a mala na esteira, verifiquei que estava danificada: tinha uma espécie de rachadura e a parte lateral tinha sido afundada e estava descascada. Como é uma mala rígida, parece que foi colocado ou talvez tenha caído sobre ela algo muito pesado. Reclamei e o atendente pediu que eu enviasse fotos da mala avariada. Este atendente, no entanto, se negou a me dar o formulário para prestar a queixa na hora. Disse que era um problema que poderia acontecer e que não poderia fazer nada! Enviei e-mail para o escritório da Qatar Airways, mas não tive resposta. Recebi uma ligação sete dias depois, dizendo que não iriam me ressarcir e que a única coisa que poderiam fazer era pedir desculpas. Pedi uma resposta oficial por e-mail, mas o pedido foi ignorado. Por que a companhia não se compromete com seus passageiros?

MARINA NAJJAR / SÃO PAULO

A Qatar Airways informa que a bagagem da leitora será reparada. Diz que enviou as fotos para análise na oficina de reparos e fará contato para agendamento e retirada da bagagem. O reparo deve levar até 30 dias. Afirma que a leitora não mandou e-mails com fotos à companhia e que obteve resposta de possibilidade de reparo pela oficina somente em 22/8. Diz, ainda, que a leitora não deixou meios de contato.

A leitora reclama: O problema não foi resolvido. Liguei no dia 10/9 no escritório da Qatar Airways e o atendente pegou meu telefone. Disse que iriam entrar em contato, mas até agora nada. Continuo na espera da solução do problema.

NET COMBO

Coleção de protocolos

Adquiri o NET Combo e, em 15/8, vieram fazer a instalação. Desde então, a TV e a internet funcionam normalmente, mas estamos sem telefone há pelo menos 15 dias. Acumulei, neste período, oito protocolos de reclamação e seis visitas técnicas frustradas, já que ninguém apareceu ou deu satisfação. Liguei na ouvidoria da NET e finalmente veio um técnico, que não conseguiu resolver o problema por completo. Além de tudo isso, todos os fios estão à vista na fachada da casa - alegam que não podem passá-los pelo conduíte por causa da fiação elétrica. O serviço é muito malfeito!

MARIA LUCIA SAYAO /

CARAPICUÍBA

A NET informa que entrou em contato com a cliente e esclareceu todas as dúvidas.

A leitora reclama: Eles me ligaram dizendo que não fazem a reinstalação. Eu disse que chamaria uma empresa particular, pois estava exausta e desgastada emocionalmente - foram 19 protocolos -, e a NET nunca mais me ligou. Desde que adquiri o combo, fiquei, de 17/8 a 8/9, sem linha de telefone. Quem resolveu meu problema foi um técnico particular. É muita falta de competência, profissionalismo e respeito ao consumidor da NET.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.