Até torcida do SP protesta durante reunião

A reunião do Cades ontem foi marcada por protestos e princípio de tumulto. Até a torcida Independente do São Paulo invadiu o evento para manifestar apoio ao monotrilho. "Sou de Itaquaquecetuba e exijo metrô para me locomover. Os ricaços não podem barrar, porque andam de carro blindado", gritou um integrante.

, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2011 | 00h00

O vereador Aurélio Miguel acusou o São Paulo Futebol Clube de enviar manifestantes pró-monotrilho - o clube nega. O parlamentar também reclamou que deixou de representar a Câmara Municipal no Cades na noite de anteontem, por ordem da Mesa Diretora, sem ser avisado. "Vim preparado para a reunião, mas fui retirado por uma manobra suja. Todos sabiam de meu posicionamento contra o monotrilho. Quero metrô na região, não monotrilho."

Outros moradores e integrantes de associações também protestaram. "Querem empurrar garganta abaixo esse projeto", disse o presidente da Sociedade dos Amigos de Vila Inah (Saviah), Sílvio Teixeira Júnior. A entidade prepara nova ação judicial contra o monotrilho, desta vez questionando o fato de o projeto não trazer estudo de impacto na vizinhança. "E ainda questionamos a demanda nesse Trecho 3 (da região do Morumbi), que é baixíssima." Enquanto isso, favoráveis ao monotrilho lembravam da polêmica em Higienópolis. "Não veem que pessoas que trabalham na casa deles vão usufruir", disse o administrador Danilo Zambon.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.