Até quarta-feira!

Esclarecimento

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2013 | 02h01

O vazamento no teto do Túnel Maria Maluf não tem nada a ver com as investigações na Suíça sobre as contas no exterior do filho da homenageada que dá nome ao complexo viário de São Paulo. E não se fala mais nisso, ok?

Eu, hein!

Rubinho Barrichello não entendeu a decisão de Bruno Senna de, sem chances de brigar pelo pódio, abandonar a Fórmula 1: "Uma coisa não tem nada a ver com a outra!"

Mal comparando

Será que não confundiram a ossada do Corcunda de Notre Damme com a do rei Ricardo III? Difícil imaginar que o falecido desenterrado na Inglaterra tenha morrido lutando em campo de batalha com uma escoliose daquelas.

Bem-vinda

Para se ter uma ideia do atraso de vida nos regimes totalitários, a blogueira cubana Yoani Sánchez vai chegar ao Brasil no próximo dia 18, uma semana depois do carnaval. Vai perder o melhor da festa!

Frio fantasia

O casaquinho promete ser, depois da máscara do Joaquim Barbosa, o adereço de fantasia mais usado pelos foliões no carnaval de São Paulo.

Nada é pra já

Aécio Neves promete "mostrar mais a cara" depois do carnaval. Até Quarta-Feira de Cinzas, avalia o senador, não dá para competir com a máscara do Joaquim Barbosa no meio da multidão insatisfeita com o governo.

Faz de conta que a inflação é uma fantasia como outra qualquer. Solta esse dragão que te consome por dentro, rapaz! Ou, então, esquece esse assunto, vai dar um mergulho, está cheio de filme bom em cartaz.

O carnaval neste ano vem a calhar até para quem não gosta de barulho! Pelo menos no noticiário dos próximos quatro dias, a batucada abafará a gritaria que se anuncia forte nas páginas de economia.

O brasileiro sai hoje de casa - não importa se para o bloco, a praia ou o cinema - sabendo que na volta do feriadão, sem escapatória, vai ter de aturar o papo mais chato do mundo.

IPCA acumulado, alta de juros, cortes de tarifas, variação de tributos, política cambial, monitoramento de preços, estoques regulares, desoneração do PIS/Cofins, Selic, Copom, operações com contrato futuro de taxa média de depósitos interfinanceiros - o pior da inflação é, por vezes, a crônica que ela inspira nos entendidos do assunto!

Tem coisa mais entediante do que uma entrevista do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, sobre o desconforto inflacionário? Ainda bem que essa gente não trabalha no carnaval.

Aproveite!

Dá um dinheiro aí

Do jeito que a fortuna de Eike Batista anda caindo dia a dia nos rankings de endinheirados divulgados pela imprensa, é bem capaz de o bilionário se fantasiar de pobre neste carnaval!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.