Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Até pousada e flat agora poderão ter 5 estrelas

Classificação entra em vigor em outubro; medida atende demanda da Copa 2014

Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

21 de agosto de 2010 | 00h00

O Ministério do Turismo (MTur), em parceria com o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), vai mudar o método de classificação oficial dos hotéis brasileiros, que deverão se enquadrar em sete categorias: cama e café, flat, hotel histórico, de campo, urbano, pousada e resort. Também é a volta do sistema de estrelas, que foi extinto em 1997 e agora será aplicado até mesmo às pousadas.

As novas regras começam a valer a partir de outubro. Os donos de hotéis podem se submeter voluntariamente ao processo de classificação, fazendo um cadastro prévio no site do MTur com informações sobre o estabelecimento. Um representante do Inmetro vai até o local conferir as informações e, dentro de um mês, entrega a placa com a classificação final e o correspondente em estrelas.

"A ideia é ter uma informação padronizada, para que o turista possa saber o que ele está recebendo", diz o diretor de Estruturação do MTur, Ricardo Moesch. Segundo ele, é uma demanda do setor para a Copa de 2014, já que a classificação dos hotéis deve ajudar principalmente o turista internacional.

Para o diretor da Associação Brasileira de Hotéis (ABIH) na Região Sudeste, Maurício Bernardino, o consumidor não pode mais comprar "gato por lebre". "Mesmo com as estrelas oficialmente extintas, alguns hotéis ainda se vendem como três-estrelas, quando na verdade não são nenhuma", diz.

A partir de outubro, os estabelecimentos que não quiserem passar pela classificação deverão retirar da entrada qualquer placa indicativa do antigo sistema de estrelas. A fiscalização será feita pelo MTur em parceria com as Secretarias Estaduais.

Critérios. De acordo com Leonardo Rocha, gerente de Programas de Avaliação da Conformidade do Inmetro, três quesitos serão considerados na avaliação: infraestrutura (tamanho da cama, banheiros, elevador), serviços (internet, lavanderia, piscina) e sustentabilidade.

"Percebemos que o cliente dá valor se temos coleta seletiva, reciclagem. É fundamental que os hotéis sejam avaliados por isso também", afirma Adriana Aragão, gerente da Pousada do Rio, em Barreirinhas, nos Lençóis Maranhenses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.